DONATE

O milagre da Regeneração Natural

By 16. julho 2020News Home

A degradação de uma determinada área pode apresentar diferentes intensidades, de acordo com o uso da terra. Uma floresta ou vegetação de cerrado que foi cortada para ser usada como pasto tem mais potencial de recuperação do que uma área onde são cultivados grãos, por exemplo.

Existem algumas condições em que um ecossistema pode se recuperar com pouca ou nenhuma interferência humana. Se a degradação não destruiu o banco de sementes naturalmente existente no solo, elas podem, mesmo que parcialmente, germinar e restabelecer o ecossistema.

Nossos técnicos são treinados para detectar quais locais têm maior potencial de recuperação. Em alguns casos, para restaurar um local basta remover os próprios fatores de degradação.

Se a degradação estiver sendo causada pelo gado pastando, por exemplo, precisamos construir uma cerca para manter o gado afastado. Quando começam a nascer novas árvores, arbustos e gramíneas nativas, ajudamos estas novas plantinhas a vingarem, controlando as plantas concorrentes ou até mesmo aplicando fertilizantes no solo.

Todas as intervenções visam acelerar a recuperação que, de outra forma, levaria muito mais tempo. O monitoramento indicará se outras ações serão necessárias para garantir o sucesso na recuperação da área.

A regeneração natural é, portanto, uma técnica de restauração eficaz e de baixo custo. No entanto, ela só pode ser usada em locais que não sofreram degradação severa. Nesses casos, é necessário preparar o solo de forma mais intensiva para que possamos plantar novas sementes e mudas!

Estas são mais áreas localizadas na savana do Cerrado que nossos engenheiros florestais avaliaram e concluíram que precisam da mínima intervenção de nossas equipes de restauração. Estes locais apresentaram todos os elementos necessários para se restabelecerem naturalmente, então simplesmente removeremos quaisquer fatores claros de degradação, monitoraremos o progresso, e deixaremos a natureza fazer o resto!