DONATE
All Posts By

Michelle Bade

Conheça nosso mais novo parceiro: a Royal De Heus Animal Nutrition!

By | Não categorizado, News Home

Estamos orgulhosos em dar as boas-vindas à Royal De Heus Animal Nutrition na Comunidade BJF, e esperamos cultivar muitas árvores juntos!

“Fornecer um melhor acesso a alimentos seguros e saudáveis para uma crescente população é um dos maiores desafios que o mundo enfrenta hoje. Ao mesmo tempo, precisamos reduzir o impacto que os nossos sistemas de produção de alimentos têm sobre os ecossistemas vulneráveis. Para alcançar ambos os objetivos, precisamos produzir alimentos de forma mais eficiente para evitar mudanças excessivas no uso da terra em um futuro próximo. Só podemos alcançar isso quando tratamos os produtores como aliados ao enfrentar estes desafios. Isso é o que admiramos na Black Jaguar Foundation: o trabalho em conjunto com os produtores na criação do Corredor de Biodiversidade do Araguaia”

                                                                                            Koen de Heus, CEO da De Heus Animal Nutrition

A Royal De Heus Nutrição Animal é uma empresa familiar com 110 anos de história que se tornou liderança na indústria de nutrição animal, desenvolvendo todos os grupos de produtos nutricionais – de premixes e núcleos a concentrados e rações completas. A parceria realizada em 2020 entre a Black Jaguar e a subsidiária brasileira da De Heus agora foi estendida para sua matriz global.

Para ajudar a realizar a missão da Black Jaguar de proteger e restaurar a biodiversidade no corredor entre a floresta amazônica e o cerrado, a De Heus dará seu apoio e dedicação de longo prazo ao projeto.

A De Heus já tem um forte programa em vigor com seus ‘Objetivos Globais de Sustentabilidade’ – quatro ambições que mostram o compromisso em lidar com algumas das questões de sustentabilidade associadas à indústria de alimentos e à produção de proteínas animais. Por exemplo, a empresa se comprometeu com o uso de soja certificada (em conformidade com as Diretrizes de Fornecimento de Soja da Fefac) em todas as suas unidades de negócios até 2025.

A parceria entre a Black Jaguar e a De Heus terá como foco a restauração da biodiversidade em dois dos ecossistemas mais vitais do planeta, o Cerrado e a Floresta Amazônica. A maior parte da contribuição da De Heus neste ano será utilizada para concluir o viveiro de grande escala em Santana do Araguaia. Além disso, parte da contribuição será destinada também à implantação de iniciativa de coleta de sementes e à capacitação da Brigada de Incêndio voluntária de Santana do Araguaia para o combate e prevenção a incêndios florestais.

Estamos entusiasmados em dar as boas-vindas a Royal De Heus na Comunidade BJF, e esperamos cultivar muitas árvores juntos!

Saiba mais sobre o processo de Validação das áreas para restauração!

By | Não categorizado, News Home

Um de nossos Analistas de Restauração, Kaléo Pereira, fez um vídeo para compartilhar o complexo processo de validação de áreas para restauração com todos vocês!

O processo de validação visa determinar quais áreas podem ser restauradas por meio de uma série de avaliações. Este processo é muito detalhado e, portanto, requer tempo e atenção. Se você está curioso para saber como funciona o processo de validação em mais detalhes, confira o vídeo em nosso blog!

Curso de Brigada de Incêndio para os voluntários em Santana do Araguaia 

By | Não categorizado, News Home

Na última semana de julho, a Black Jaguar apoiou o curso de Brigada de Incêndio para os voluntários de Santana do Araguaia.

A Secretaria de Meio Ambiente de Santana do Araguaia criou um vídeo desse treinamento, então dê uma olhada abaixo para ver o que foi aprendido neste treinamento:

Este curso tem como foco a prevenção e combate a incêndios, e o vídeo do treinamento, produzido pela Secretaria de Meio Ambiente de Santana do Araguaia, está disponível em nosso site. Durante a estação seca, a prevenção de incêndios é crucial, devido ao maior risco de queimadas. Por isso, os equipamentos e o curso de capacitação doados pela Black Jaguar foram muito apreciados pelo município e, principalmente, pela comunidade local.

Cerimônia da concessão da área para nosso novo Viveiro!

By | Não categorizado, News Home

No dia 15 de julho, a SEMMA (Secretaria de Meio Ambiente de Santana do Araguaia), seguindo os devidos protocolos sanitários, organizou uma cerimônia para celebrar oficialmente a parceria com a Black Jaguar e conceder os 3,6 hectares para construirmos nosso terceiro e maior viveiro.

A cerimônia também comemorou o início da parceria entre a Black Jaguar e a Prefeitura Municipal de Santana do Araguaia.

UM DOS MAIORES PROJETOS DE CORREDOR ECOLÓGICO DO MUNDO CORRE RISCO DE QUEIMAR

By | Não categorizado, News Home

A estação de queimadas ameaça não somente a fauna e a flora do Corredor de Biodiversidade do Araguaia, mas também nosso futuro. Nós, da Black Jaguar, atuamos desde 2017 na realização de um dos maiores projetos de restauração ecológica do mundo, unindo Cerrado e Amazônia no centro do Brasil.

Até o final de 2022, teremos plantado 1 milhão de árvores nativas às margens do Rio Araguaia, e serão 10 milhões até 2025. E não são apenas estas áreas de restauração ecológica que estão em risco, mas também toda a comunidade do entorno.

PROTEGENDO A VIDA E A BIODIVERSIDADE

Precisamos agir em duas frentes de ações imediatas na região de atuação da Fundação Black Jaguar: uma preventiva e outra de combate ao fogo. Entenda a seguir.

Prevenção

Realizando o treinamento de brigadas voluntárias de incêndio, e reforçando aceiros em propriedades rurais da região.

Treinamento de brigada de incêndio voluntária

Para prevenção e combate, as brigadas de incêndio locais precisam ser treinadas nas áreas próximas aos nossos locais de restauração para os próximos milhões de árvores nativas. A Black Jaguar vai doar o curso de capacitação para a formação da brigada de incêndio em Santana do Araguaia (PA), que vai certificar os voluntários no gerenciamento de equipamentos de combate a incêndio. As brigadas de incêndio serão administradas com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente, dos produtores rurais, e das comunidades locais.

Reforço de aceiros

O aceiro é uma faixa de terreno limpa com auxílio de trator, com objetivo de separar fisicamente duas áreas suscetíveis ao fogo. Desta forma as brigadas previnem a passagem do fogo para a área de vegetação, fazendo com que o fogo seja mais facilmente controlado.

Combate

Além do treinamento apropriado, as brigadas precisam de Equipamentos e Água para combater os focos de incêndio.

Equipamentos

A Black Jaguar vai fornecer equipamentos apropriados de combate a incêndio, como sopradores, bombas costais e abafadores, permitindo que as brigadas ajam no início das ocorrências e previnam seu agravamento.

Água

Em alguns casos, no entanto, somente a água é capaz de extinguir as chamas. Além disso, existe uma ação chamada rescaldo, que é quando se molha uma área que já pegou fogo para evitar que um novo foco de incêndio ressurja. Para isso, vamos apoiar a secretaria de Meio-Ambiente de Santana do Araguaia com a alocação de caminhões pipa em situações emergenciais.

“O poder de mudança está em nossas mãos. O que você está esperando?”

Yann Arthus-Bertrand

LOCAL DE IMPACTO POSITIVO

Temos áreas em processo de restauração nos estados do Pará e Tocantins. No Pará, na região do município de Santana do Araguaia, protegeremos uma área de 2.000 Km². Já no Tocantins, na região do município de Caseara, uma área de 700 km².

Map showing area to be protected by the BJF, from fires in Brazil
Map showing area to be protected by the BJF, from fires in Brazil

A área total impactada positivamente pelo projeto será de 2.700 km² (equivalente a 270 mil campos de futebol).

COMO FUNCIONA

Vamos viabilizar a capacitação e equipar as brigadas de incêndio nas cidades de Santana do Araguaia (PA) e Caseara (TO), bem como criar aceiros e reforçar os que já existem. Além disso, contaremos com o apoio de caminhões pipa para o combate imediato a focos de incêndio e rescaldo da área.

META DE ARRECADAÇÃO:R$100.000,00

Regra de distribuição:

1º Treinamento de brigada de incêndio

2º Reforço de equipamentos de combate a incêndio

3º Reforço e renovação dos aceiros: Trator de lâmina + mão-de-obra

4º Aluguel de Caminhão-pipa: se necessário para conter o fogo e fazer o rescaldo após incêndio

DOE AGORA!

OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Ao plantar árvores nativas em larga escala para construir o Corredor de Biodiversidade do Araguaia, o Instituto Black Jaguar está contribuindo para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, em especial para os seguintes 6 ODS:

TRANSPARÊNCIA E APLICAÇÃO DOS RECURSOS

Documentaremos todo o trabalho de campo e apresentaremos a prestação de contas em nosso site ao final da campanha para todas as pessoas que decidirem apoiar esta iniciativa. A plataforma Welight garante que o fluxo financeiro – desde as doações até o resultado final – fique registrado em sua plataforma, que conta com um sistema para garantir a transparência e evitar fraudes através da tecnologia blockchain. Acesse aqui a prestação de contas da campanha SOS-Araguaia em 2020: Prestação de contas 2020

Você pode doar o quanto puder, e qualquer quantia que escolher para contribuir vai ajudar – até mesmo as pequenas ações podem ter um impacto positivo muito grande.

E lembre-se: ninguém é pequeno demais para fazer a diferença!

Apoie todas as pessoas que estão na linha de frente no combate aos incêndios no Cerrado e na Amazônia. Faça parte deste movimento de cuidado e proteção à biodiversidade brasileira. Todos sairemos ganhando com isso.

Conheça nosso novo parceiro: NUNNER Logistics

By | News Home

A NUNNER Logistics se juntou à Fundação Black Jaguar em sua missão de realizar o Corredor de Biodiversidade do Araguaia! Com sede em Helmond, a NUNNER é um fornecedor líder de serviços logísticos, oferecendo aos clientes uma carteira integrada de serviços cobrindo toda a cadeia desde a origem até o usuário final.

A NUNNER defende o bem-estar dos animais em todo o mundo e, portanto, acredita na necessidade de restaurar a biodiversidade ao redor do Corredor do Araguaia. A NUNNER também se empenha em fornecer seus serviços com a menor pegada de carbono possível. Portanto, a NUNNER realmente acredita no projeto da Fundação Black Jaguar, restaurando os habitats naturais dos animais nativos.

O CEO Erwin Cootjans recebeu recentemente a equipe BJF para uma visita à sede da NUNNER em Helmond, onde também filmamos um depoimento para a NUNNER Logistics. Fique de olho neste depoimento em vídeo, pois ele será compartilhado muito em breve!

Estamos orgulhosos de ter a NUNNER Logistics se juntando a nós nesta missão, e animados com todas as parcerias que estão por vir!

Confira a página de perfil das Primeiros 600 da NUNNER Logistics aqui!

A Década das Nações Unidas da Restauração de Ecossistemas se inicia!

By | News Home

No Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, a ONU lançou oficialmente a Década da Restauração de Ecossistemas. A Década da Restauração destina-se a promover os objetivos ambientais das Nações Unidas e facilitar a cooperação global para a restauração de ecossistemas degradados. A Década da ONU da Restauração de Ecossistemas simboliza uma chance de resgatar o mundo natural que nos sustenta a todos. São os dez próximos anos que os cientistas afirmam que mais contarão na luta para evitar a mudança climática e frear a perda irreversível da biodiversidade. A ONU define dez ações que construirão uma #GenerationRestoration (Geração da Restauração).

10 anos para restaurar nosso planeta. 10 ações que contam:

1. Capacitar um movimento global

A Década da ONU foi projetada para conectar as ações de muitos e fortalecê-los desta forma. Grupos e indivíduos podem se informar sobre as oportunidades de restauração nessa área. Eles podem participar de qualquer iniciativa ou até mesmo iniciar a sua própria! Desta forma, muitos projetos menores podem unir forças e, juntos, lutar por um futuro melhor e mais verde.

2. Financiar a restauração local

As organizações envolvidas na restauração são frequentemente sub-financiadas e enfrentam insegurança financeira. Enquanto os benefícios da restauração superam em muito os custos, os investimentos iniciais na magnitude de bilhões são necessários. A Década da ONU conscientiza essas organizações, para que empresas, indivíduos e outras partes possam considerar a possibilidade de fazer uma doação.

3. Definir os incentivos corretos

Cuidar da natureza muitas vezes significou renunciar a alguns dos ganhos financeiros de práticas menos sustentáveis. Entretanto, há maneiras de mudar isso: subsídios agrícolas e de pesca que muitas vezes financiam práticas nocivas poderiam ser utilizados para apoiar a restauração. A longo prazo, ecossistemas mais saudáveis podem resultar em maiores colheitas, rendimentos mais seguros e um ambiente mais saudável para as pessoas.

4. Celebrar a liderança

A Década das Nações Unidas celebrará a liderança de uma forma a encorajar mais pessoas a se mobilizarem e a agir.

5. Mudança de comportamento

O desmatamento, o esgotamento dos estoques pesqueiros e a degradação dos solos agrícolas são todos causados pelos padrões de consumo global. A Década das Nações Unidas trabalhará com todos os parceiros para identificar e incentivar o consumo que favoreça a restauração. Isto pode variar desde a mudança de dietas até a promoção de produtos oriundos da restauração.

6. Investir em pesquisa

A restauração é complexa. As práticas que funcionam em um ecossistema podem ter impactos adversos em outro. O entendimento científico de como restaurar e adaptar ecossistemas ainda está se desenvolvendo. São necessários investimentos consideráveis para identificar as melhores práticas para a restauração de nosso planeta.

7. Capacitação

Como prioridade, a estratégia da Década da ONU procura capacitar os grupos marginalizados que mais perdem com a destruição contínua dos ecossistemas – como os povos indígenas, as mulheres e os jovens, para assumir um papel ativo na restauração.

8. Celebrar uma cultura de restauração

O poder de resgatar nosso meio ambiente não reside apenas nos governos, especialistas e profissionais. Longe disso: passar da pilhagem do planeta para a cura do mesmo é um desafio cultural. A estratégia da Década da ONU, portanto, convoca artistas, escritores, produtores, músicos e formadores de opinião a se unirem à #GenerationRestoration.

9. Construa a próxima geração

São os jovens e as gerações futuras os mais afetados pelas consequências da destruição rápida dos ecossistemas. A estratégia da Década da ONU faz uma ligação direta entre o bem-estar da juventude e os objetivos de restauração.

10. Ouvir e aprender

Todos nós podemos aprender com os conhecimentos e a experiência de cada um na restauração. A Década da ONU atua como uma plataforma para compartilhar os esforços de restauração em todo o mundo. Veja os diferentes esforços neste momento: decadeonrestoration.org/what-ecosystem-restoration

BJF Ganha Prêmio Prestige da Holanda!

By | News Home

É com orgulho que anunciamos que a Fundação Black Jaguar ganhou o Prêmio Prestige 2021 da Holanda para o Projeto de Reflorestamento do Ano, pela segunda vez consecutiva!

O Netherlands Prestige Awards reconhece as organizações que “provaram ser as melhores em seu mercado nos últimos 12 meses”. Este prêmio serve para lembrar que a ênfase que damos à qualidade da restauração é crucial para o sucesso da missão. Estamos entusiasmados por termos sido selecionados para este prêmio, nos destacando pela singularidade e ambição do projeto!

Existem muito poucos projetos de reflorestamento tão ambiciosos quanto o Corredor de Biodiversidade do Araguaia e estamos todos extremamente orgulhosos de estarmos trabalhando por uma causa tão inspiradora. Esperamos que vocês se juntem a nós para ajudar a preservar nosso planeta e criar um futuro mais brilhante para todos nós!

A colheita de sementes está a todo vapor!

By | Não categorizado, News Home

A colheita de sementes é um passo vital para a restauração ecológica, dentre os processos conduzidos pela BJF. Ela garante o fornecimento de sementes tanto para o viveiro de mudas quanto para a técnica de restauração de plantio direto.

O primeiro passo é analisar a vegetação nativa da região, identificar as espécies presentes e seu comportamento ecológico. Quais espécies crescem mais rapidamente? Quais espécies participam da reestruturação comunitária depois de qualquer perturbação (como a queda de árvores após tempestades de vento ou incêndios)? Quando conhecemos as espécies, podemos procurar informações adicionais na literatura especializada, e com este conhecimento, é possível determinar a fenologia de cada espécie, ou seja, a época do ano em que frutos e sementes são produzidos.

Em uma nova visita de campo, identificamos os exemplares mais saudáveis de cada espécie, coletamos suas coordenadas geográficas e características gerais. É importante ter um número mínimo de exemplares para garantir a diversidade genética de nossas sementes.

Assim, as sementes são colhidas dos exemplares catalogados, sempre considerando que não podemos colher todas as sementes, para não comprometer a reprodução das árvores.

As sementes assim colhidas são processadas e enviadas para armazenamento ou plantio.

Carlos Silva, da Fazenda Santa Fe, fala sobre a importância do processo de coleita de sementes: